Família de Nazaré: Apresentadores da BBC admitem ser contra o cristianismo

Apresentadores da BBC admitem ser contra o cristianismo

A figura ao lado mostra um dado "ligeiramente" tendencioso. Quando se trata da Igreja Católica, parece que é assim que age a poderosa rede britânica BBC (onde nossos jornalistas costumam buscar informações para depois reproduzí-las à exaustão na imprensa brasileira). É necessário nos formarmos para uma postura crítica diante dos meios de comunicação social, sem o que nossas famílias seriam presas fáceis no oculto jogo de interesses por trás do tubo da TV. Veja parte de uma notícia que recebemos de nossos amigos Cooperatores Veritatis.

No dia 21 de Outubro o diário britânico Daily Mail publicou uma notícia que – apesar de raramente aparecer na mídia – não deve ser novidade para os leitores deste boletim. A notícia intitulada “We are biased, admit the stars of BBC News - Somos tendenciosos, admitem as estrelas da BBC News”, mostra a parcialidade do jornalismo praticado pela BBC - British Broadcasting Corporation -, emissora pública de rádio e televisão do Reino Unido.

Conforme Dayle Mail, em uma reunião que era para ser secreta:

“Um conjunto de executivos e de apresentadores de renome da BBC admitiram o que os críticos lhes têm apontado há anos: que a BBC é dominada por liberais esquerdistas e tendenciosos contra o Cristianismo e a favor do multiculturalismo”

Diz a reportagem que os executivos da BBC “deixariam que a Bíblia fosse jogada em uma lixeira durante um programa de comédia na TV, mas não permitiriam que se fizesse o mesmo com o Corão”.

Veja a matéria original aqui.

Em 2004 o Arcebispo de Glasgow, Mario Conti, já havia denunciado a tendenciosidade de BBC contra a Igreja. Em notícia de 05/02/2004, Zenit publicou a carta em que o Arcebispo aponta “quatro exemplos da insensibilidade da BBC para com a Igreja”.

Entre os exemplos apontados por Dom Mario Conti está a série “Popetown”, transmitida pela BBC, que satiriza o Papa. Também o documentário “Sexo e a Cidade Santa”, transmitido no 25ª aniversário de pontificado do Papa João Paulo II. Aponta ainda uma perseguição da BBC ao Arcebispo de Westminster.

Alguns fatos mais recentes também mostram o estrago que o politicamente correto, imposto pelas minorias que comandam a BBC, tem causado.

O diário digital Fórum Libertas denunciou em 20/09 a BBC por ter “iniciado o alvoroço mundial” distorcendo as palavras do Papa no discurso de Ratisbona. Diz a reportagem que a “cadeia BBC difundiu um informe em árabe, turco, parsi (a língua persa do Irã), urdu (falado no Paquistão) e malaio, com o título: ‘O discurso do Papa excita a ira muçulmana’”. Quando BBC deu esta notícia não havia ainda nenhuma declaração condenatória às palavras do Papa por parte dos Muçulmanos.

Em notícia de 02 de outubro – “Programa da BBC «falseia» dois documentos vaticanos para atacar Papa” - Zenit revela que os bispos da Inglaterra e Gales acusaram o programa da BBC “Crimes sexuais e o Vaticano” de falsear documentos da Igreja que supostamente serviriam para acobertar abusos sexuais de menores.

Cabe lembrar, ainda, que um diretor da BBC recentemente quis proibir que uma de suas apresentadoras usasse um crucifixo.


4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Caro irmão em Cristo,

    PAX

    postarei esta matéria em meu blog.

    http://oratetlabora.blogspot.com/

    Para que outros leitores também tenham acesso.

    Obrigado

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente, ser cristão parece ser um defeito p o 4º poder. Existe uma cristofobia e um anticlerialismo sorrateiros, mas bem eficazes na nossa sociedade ocidental, k aos pcs vão corrompendo a opinião pública sobr o k é a fé. Consolemo-nos com as palavras de Cristo:"Felizes os perseguidos, felizes quando vos insultarem..."
    abrç+

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Li seu artigo e concordo que há uma tendência na mídia em geral em depreciar a fé cristã e seus seguidores. No entanto, não posso concordar com a insinuação de que apenas o seguimento católico romano tem sido alvo desse complô velado (e às vezes escancarado) contra o cristianismo. A BBC não tem compromisso com qualquer valor moral e espiritual que emana da Palavra de Deus, a Bíblia. Portanto, continuará fazendo valer sua agenda anti-cristã. Pertenço à linha reformada do Cristionismo e também percebo isso.

    ResponderExcluir

O que você acha dessa postagem?

Copyright © Família de Nazaré Urang-kurai